Archive for the ‘Events’ Category

O Winter Music Conference deste ano não teve grande representação da cena Indie, mas os que la estão têm cumprido e é com orgulho que anuncio que este é provavelmente um dos primeiros blogs, senão mesmo o primeiro, a disponibilizar alguns dos sets!

Senhoras e senhores, aqui vai!

RIVA STARR

STEVE AOKI

THE CRYSTAL METHOD

WOLFGANG GARTNER

LAIDBACK LUKE & STEVE AOKI

BENNY BENASSI

Obrigado ao Jay Rick pelo trabalho de pesquisa!
Este post será actualizado sempre que necessário.


Tenho acompanhado isto ha algum tempo, e é com alguma expectativa que aguardo o lançamento do filme, cuja estreia está marcada para o Winter Music Conference deste ano.

Deixo aqui um trailer para aqueles que não fazem ideia do que estou a falar:

“The Electro Wars é um documentário de Stephen Alex Vazques que fala sobre o enorme crescimento do electro nos últimos anos e a sua influência atual no mainstream. A idéia do filme surgiu em 2008 após a leitura de um post no Hipster Runoff, com o mesmo nome “Electro Wars”. O post abordava de uma maneira sarcástica sua visão sobre os artistas do gênero nos Estados Unidos e na Europa. O filme levanta várias questões relevantes e importantes sobre o futuro do electro.”

A novidade é que a fantastica operação de Marketing continua, e ha umas horas foi divulgada a mixtape oficial do filme!
Até onde é que isto irá??

Tracklist:
1. Tits & Clits – Electro Wars Intro
2. JOKR – Snaggletooth (Ben and Lex Remix)
3. Blende – Iratus
4. Die Antwoord Zef Side (Slap in the Bass remix)
5. Nobody Beats The Drum – Grindin
6. Laidback Luke & Lee Mortimer – Blau (LA Riots Remix)
7. Mike Mago – Don’t Give A
8. De Grote Vinnie, Donnie & Sjakie Show – Day ‘n Night (acapella version)
9. The Mould – South Getto
10. No1Else – Heads-Up Ravers (Give Me a Kiss Remix)
11. The Temper Trap – Science Of Fear (Herve Remix)
12. Knuckles – Headphones
13. Sandro Silva & Anjiro Rijo – Fifty What (Dem Slackers Remix)
14. Make The Girl Dance – Kill Me (The Toxic Avenger Remix)
15. Jean Balaise – Salauds de Pauvres
16. So Shifty ft. Ward 21 – Wine
17. Owl City – Fireflies (Mightyfools Remix)
18. Dada Life – Let’s Get Bleeped Tonight (Don Rimini Still Skill Kill Remix)
19. De Grote Vinnie, Donnie & Sjakie Show – Koffee Was Up (Mightyfools Remix)
20. Jonny Blaze – Here We Go

O maior nome da Ed Banger estará de novo em Portugal para duas noites que se esperam memoraveis.

Dia 9 de Abril estará no clube Villa no PORTO, antecedido pelos Freima djs e Gland Slam Dance.

Dia 10 será a vez da capital receber o produtor da “Walkman” no LX factory, acompanhado de Xinobi, Bandido$ e Gun n’ Rose, este ultimo em Live act.

Estarei no Porto (a menos que os bilhetes ja tenham esgotado) e voltarei para o rescaldo!

Pontos de Venda:
Local do evento (no dia), Loja Icon,Fnac, Worten, Fnac, C.C. Dolce Vita, El Corte Inglés, Agência de Viagens Abreu, Lojas Megarede, http://www.ticketline.sapo.pt (reservas:707 234 234)

——————————————————————————–

O ano passado foi assim:

Ca estou eu para o rescaldo da noite de ontem com Sebastian, Shitdisco e Fritus Potatoes Suicide no primeiro Clashclub.
E so tenho uma palavra para descrever tudo o que se passou:

Lindo!!!

Alucinei completamente! Hardcore style Baby!!!!

Começei por ir a uma festa privada num barzito no Porto até que as 2 horas nos dirigimos para o teatro sá da bandeira.
Antes de mais os meus sinceros parabens á organização do evento, conseguiram provar que não é so em Lisboa que se fazem grandes festas electro “á la Ed Banger”!
E que festa….

Os djs:

Fritus Potatoes Suicide: Perdi a actuação deles.

Shitdisco: Uma actuação perfeita!! Ja os tinha visto no Gare mas superaram totalmente as minhas expectativas!
Quando entrei na sala e enquanto me dirigia para junto ao palco, eles tocavam uma musica que me parecia ser dos crookers, o que me fez pensar que eles iriam seguir uma linha mais no Electro-house, mas cedo demonstraram que estavam la não so para aquecer a pista mas tb para a levar ao delirio!!
O primeiroo grande momento da noite terá sido a sequencia “Danse en France” “Gunn crime”, numa altura em que a pista começava a ganhar forma e reagia cada vez melhor ás “prendas” que os Potatoes iam dando. Desde “Robot rock” de Daft Punk á remix dos crookers para os AC/DC, passando por Rage against the machine a pista ia-se libertando cada vez mais ao som de elementos rock e electro, que deixavam no ar um ambiente completamente mágico…
Após a “Stay the Same” de Autokratz chega o momento mais esperado por todos…

sebastiAn: Aqueles loops… meu deus aqueles loops…
Começou com muita muita força, mas sempre devagarinho, com musicas a rondar as 120bpm, passando mesmo pelo hip hop com a ja sua habitual “Simon Says”, até que chegou a “Stunt”…Bem… a partir daí foi a loucura completamente total…
“Stress”,”Housi”, “Positif”, “Motor”, “Greel”, “Hey girl hey boy”, “Cheap and cheerfull”, “Smack my bitch up”, “Phantom”, “killing in the name” novamente, entre tantas e tantas outras… Pérolas atras de pérolas!! Até deu para meter uma de Gabber Hardcore!
sebastiAn é um dj fora do normal, consegue fazer musica através de ruido, consegue puxar pelo publico como mais ninguem, e consegue fazer coisas atras dos pratos completamente incriveis e inexplicaveis…
O melhor do mundo…

O publico:

Fabuloso…
Sala praticamente cheia de pessoas que não foram la nem para o engate, nem pelas bebidas e nem pelas drogas… Estavam la pela musica… unica e exclusivamente pela musica…
Sorrisos espalhados por toda a sala, dezenas de desconhecidos a abraçarem-se em euforia!
Estes miudos sabem-se divertir! Sempre sem criar qualquer tipo de problemas! Mesmo na altura do mosh devido á “Smack my bitch up” dos Prodigy, em que começei a moshada na 1a fila e acabei a meio da sala, mesmo ai em que alguns cairam não houve qualquer tipo de conflito, levantavam-se, abraçavam os “agressores” e toca a saltar novamente…
Aquele pessoalzinho guna do tecnho e do progressive tem muito mas mesmo muito a aprender com estes putos…
Nota 20/20

O sistema de som:

As tabuas do chao até levantaram… :)
Agudos limpissimos, graves incrivelmente fortes ao ponto de despentear quem estava junto ás colunas. Surpreendeu-me!
Ainda tenho os ouvidos a assobiar…

Pontos negativos:

Como ja é habitual neste tipo de eventos o bilhete não dá acesso a bebidas, sendo necessario comprar senhas para de seguida ir ao bar. E as senhas nada baratas… 2 euros o copINHO de cerveja parece-me um exagero

Saldo final:

Fantastico…
Aconselho qualquer adepto do minimal a assistir a um evento destes para ver o que é bom… :p

Euforia senhoras e senhores…euforia

por: Dirty talk para ” Trash-Rock-Techno-Punk-Electro-Dirty style” (Housebox.pt)